recomendar este canal

Prémio Jacques Delors 2013

Prémio Jacques Delors 2013
Prémio Jacques Delors 2013
ver Links Links relacionados
Ana Cláudia Formiga Fernandes Valente

«Inovação, Educação e Trabalho na Economia baseada no Conhecimento (Ebc): Uma abordagem ao crescimento económico na Europa»

Na sequência da reunião do Júri, que teve lugar no dia 15 de maio de 2014, o Centro de Informação Europeia Jacques Delors tem o prazer de anunciar que o Prémio Jacques Delors 2013 foi atribuído à obra intitulada «Inovação, Educação e Trabalho na Economia baseada no Conhecimento (Ebc): Uma abordagem ao crescimento económico na Europa», da autoria de Ana Cláudia Formiga Fernandes Valente, investigadora no DINAMIA’CET (ISCTE-IUL) e no CEPCEP (Universidade Católica Portuguesa). A autora, licenciada em Sociologia pela Universidade Nova de Lisboa, é doutorada em Economia pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.

O estudo agraciado com o Prémio Jacques Delors procurou explicar a diversidade de níveis de rendimento e de ritmos de crescimento económico que se registou na Europa na última década, a partir dos contributos do capital humano e da inovação.

Para além da edição da obra, a premiada recebeu uma compensação pecuniária no valor de 4.000 EUR, prémio que se deve ao patrocínio do Banco de Portugal.

O Júri do Prémio Jacques Delors decidiu, ainda, atribuir 3 Menções Honrosas, às seguintes obras:.


À imagem dos anos anteriores, todos os participantes na competição foram oportunamente informados dos resultados através de correio postal, meio que serviu igualmente para proceder à devolução dos trabalhos submetidos pelos candidatos.


Cerimónia de entrega do prémio


A entrega do Prémio Jacques Delors 2013 irá decorrer em data a anunciar brevemente.

Prémio Jacques Delors


O Prémio Jacques Delors foi instituído pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD), em 1996, com o objetivo de incentivar o aparecimento de obras inéditas sobre a União Europeia, em língua portuguesa. São privilegiadas obras sobre temas atuais e inovadores da realidade Europeia, considerando-se incluído neste conceito teses de mestrado e doutoramento ainda não publicadas.

O prémio foi atribuído por um júri constituído por personalidades nacionais de reconhecido prestígio e mérito científico e conta com o patrocínio do Banco de Portugal.