recomendar este canal

Prémio Jacques Delors 2010

Obra distinguida
Obra distinguida
ver anexos
Anexos
Ficheiros comprimidos
Fotografias (40.1MB)
Documento PDF
Convite (82KB)
Documento PDF
Programa (85KB)
ver Links Links relacionados
Cerimónia de atribuição

15 de Outubro de 2010, 15h, Protocolo do Estado, Ministério dos Negócios Estrangeiros

O Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD) realizou a cerimónia de atribuição do Prémio Jacques Delors 2010, no passado dia 15 de Outubro de 2010, pelas 15h, na Sala do Protocolo do Estado do Ministério dos Negócios Estrangeiros, situado no Palácio das Necessidades em Lisboa.

 

Pedro Lourtie, Secretário de Estado dos Assuntos Europeus e Vitor Constâncio, Vice-Presidente do Banco Central Europeu e Presidente do júri, participaram na cerimónia onde foi feita a apresentação das obras premiadas e a atribuição do Prémio Jacques Delors 2010.

 

O ensaio vencedor do Prémio Jacques Delors 2010 tem por título «O Pedido de Adesão de Portugal às Comunidades Europeias – Aspectos Político-Diplomáticos» e é da autoria de Francisco Niny de Castro.

 

A obra refere os aspectos políticos e diplomáticos do pedido de adesão, bem como os aspectos mais significativos do debate e preparativos que antecederam a iniciativa do Governo português ao fazer o pedido de adesão de Portugal às Comunidades Europeias. Assim, esta obra torna-se uma leitura indispensável, justamente no ano em que se comemoram 25 anos da assinatura do Tratado de Adesão de Portugal às Comunidades Europeias.

 

O laureado, para além da edição da obra, recebeu uma compensação pecuniária no valor de cinco mil euros.

 

Foram, ainda, entregues três menções honrosas: Mafalda Alexandra Lobo Pereira pela obra «A Imagem de África na Imprensa Europeia: O caso da Cimeira UE-África em Dezembro de 2007»; Maria Dulce Tavares Martinho pela obra «A França na Reflexão Europeia de Eduardo Lourenço» e Vanda Raquel Alves Pacheco pela obra «Entre a fobia da cigarra e a apologia da formiga: a Inclusão Activa e os Esquemas de Rendimento Mínimo na Europa».

 

O Prémio Jacques Delors é patrocinado pelo Banco de Portugal e resulta de uma co-edição entre a Principia e o CIEJD.

 

Prémio Jacques Delors

 

Esta foi a 13ª edição do Prémio Jacques Delors desde a sua instituição em 1996. A distinção tem por objectivo incentivar o aparecimento de obras inéditas sobre a União Europeia, em língua portuguesa. Abrange teses de mestrado e de doutoramento que não tenham sido objecto de publicação e é atribuído por um júri constituído por personalidades nacionais de reconhecido prestígio e mérito científico.

 

Saber mais | Prémio Jacques Delors

 


Última actualização: 2010-10-18