recomendar este canal

UEM@10

UEM@10
UEM@10
ver Links Links relacionados
1999-2009

A União Económica e Monetária e moeda única europeia comemoraram, em 2009, uma década de existência.

A celebração da concretização da UEM e da introdução do euro como moeda única europeia envolveu, entre outras iniciativas, a emissão de uma moeda de euro comemorativa, representando a moeda única como consequência do extenso processo de integração económica europeia.

 

Enquadramento

Objetivos da UEM

Objetivos da moeda única

Balanço da primeira década

Comemorações

Para saber mais

 


 

Enquadramento

 

O ideal de criação da União Económica e Monetária e da moeda única europeia acompanhou, desde o seu início, o processo de construção europeia. Condicionada pela conjuntura económica e financeira internacional, é na década de 1980 que se reúnem as condições necessárias à sua concretização, com especial destaque para o relatório elaborado pelo Comité presidido por Jacques Delors.

 

Através deste relatório é definido um modelo para a implementação da UEM que, conjuntamente com a vontade política dos Estados-Membros, conduziram à efetivação do processo de integração económica e monetária que culminou com a introdução do euro, a 1 de janeiro de 1999.

 

Englobando inicialmente 11 Estados-Membros (Bélgica, Alemanha, Irlanda, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Áustria, Portugal e Finlândia), a zona euro expandiu-se a 17 Estados-Membros nos 10 anos seguintes, agregando mais 6 países (Grécia, Chipre, Malta, Eslovénia, Eslováquia e Estónia).

 


topo

Objetivos da UEM

 

  • Coordenar as políticas económicas entre os Estados-Membros
  • Organizar as políticas orçamentais, limitando a dívida e o défice públicos
  • Estabelecer uma política monetária independente, gerida pelo BCE 
  • Introduzir a moeda única europeia e criar a zona euro

 


topo

Objetivos da moeda única

 

  • Estabilidade económica e financeira
  • Impulsionar o crescimento económico
  • Complementar a criação do mercado único, potenciando o seu funcionamento
  • Aumentar o nível de integração económica e europeia
  • Fortalecer o papel da economia europeia no contexto da economia internacional

 


topo

Balanço da primeira década

 

Em dez anos de existência, a aplicação dos objectivos da União Económica e Monetária e da moeda única traduziram-se na criação de um quadro de estabilidade macroeconómica para a União Europeia, com alterações significativas no seu posicionamento a nível mundial. O euro, considerado pelos habitantes da zona euro como um dos passos mais importantes no processo de integração europeia, é hoje um dos símbolos da UE.

 

Internamente, a concretização da UEM traduziu-se no reforço da integração financeira, da convergência entre os Estados-Membros, do controlo orçamental, da governação económica, do investimento e do comércio transfronteiriço. A nível internacional, o euro afirmou-se como a segunda moeda mundial e a zona euro constitui um pólo de estabilidade face à conjuntura atual de crise económica e financeira.

 

Na sequência da crise financeira de 2008, que atingiu com especial intensidade a economia europeia e, em particular, os países da zona do euro, a UEM iniciou a segunda década da sua existência sujeita a um importante processo de ajustamento nas suas regras de funcionamento e governação que, nomeadamente, visa garantir o aprofundamento da sua dimensão económica.

 


topo

Comemorações

 

As celebrações do 10º aniversário da UEM incluíram:

 

 


topo

Para saber mais

 

União Económica e Monetária

O euro

Governação económica

Recursos informativos e pedagógicos

Banco Central Europeu

10 anos de Banco Central Europeu

Cronologia

Glossário

 


Última atualização: 2012-11-20