recomendar este canal

CIEJD é referência na informação europeia em língua portuguesa

Margarida Cardoso
Margarida Cardoso
ver Links Links relacionados
Margarida Cardoso

Mensagem da Administradora do Centro de Informação Europeia Jacques Delors (até dezembro de 2007)

Ao terminar as minhas funções no Centro Jacques Delors, quero agradecer a todos os que contribuíram para fazer do Centro uma referência em matéria de informação europeia em língua portuguesa.

 

Foi o empenho da equipa do CIEJD, da rede Jacques Delors e de todos os parceiros e patrocinadores das nossas atividades, não esquecendo o apoio constante dos membros fundadores - a Secretaria de Estado dos Assuntos Europeus e a Comissão Europeia - que permitiu ao CIEJD ser o que é.

 

De acordo com a nova lei orgânica do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), o Centro irá, a partir de 1 de Janeiro de 2008, fazer parte integrante da Direção-Geral dos Assuntos Europeus, mantendo a sua equipa, funções, atribuições e identidade visual. Estão pois reunidas as condições para que o CIEJD possa potenciar as atividades e os projetos que tem vindo a desenvolver.

 

Gostaria de salientar em primeiro lugar o Projeto Eurocid que, apostando seriamente nas novas tecnologias de informação, deu origem ao portal Eurocid e à biblioteca Infoeuropa - instrumentos únicos em Portugal e, em português, no domínio da informação eletrónica ao cidadão.

De forma harmonizada, atualizada e fidedigna o cidadão encontra em www.eurocid.pt a informação europeia que procura: conteúdos pedagógicos para as escolas, candidaturas a programas comunitários e nacionais, empregos e estágios, eventos nacionais, questões frequentes, dossiers, fontes de informação, documentos e formulários, etc. A comunidade dos utilizadores eletrónicos registados no portal Eurocid ascende, em 2007, a 11.000 e o seu universo Internet atinge 1.500 visitas por dia.

 

Esta oferta de conteúdos pertinentes e de qualidade sobre a UE em língua portuguesa é complementada por um trabalho pedagógico de sensibilização e de promoção da autonomia dos cidadãos no acesso aos temas europeus.

 

A atividade de formação abrangeu, em 2007, 30.000 cidadãos, salientando-se a formação para universitários e multiplicadores sobre as fontes de informação europeia, que incidiu sobre professores, agentes da Administração e mais recentemente agentes das Autarquias Locais, de todo o país.

 

De referir também a sensibilização de crianças e jovens para os valores da cidadania europeia e o fomento do conhecimento das instituições e políticas europeias, através de instrumentos pedagógicos disponíveis no sítio Aprender a Europa e de novos projetos, de entre os quais saliento o «Inscrever a Europa nos muros das cidades» que, em parceria com as Câmaras Municipais, já levou, a 14 localidades portuguesas, a 3 francesas e a 3 espanholas, painéis de azulejos ilustrando os artigos da Carta dos Direitos Fundamentais da UE, pelas mãos de 2.300 jovens das escolas locais.

 

O Centro é hoje um espaço de debate assíduo dos assuntos europeus, onde se reúnem especialistas e interessados nestas questões e apoia-se numa densa rede de parceiros e amigos que, em todo o país, asseguram a presença da informação europeia em língua portuguesa.

 

A todos desejo um Feliz Natal e Ano Novo.

 

Margarida Cardoso


Administradora do Centro de Informação Europeia Jacques Delors

Dezembro de 2007