recomendar este canal

Passaporte para animais domésticos

Exemplo parcelar de modelo de passaporte para animal de companhia
Exemplo parcelar de modelo de passaporte para animal de companhia
ver Links Links relacionados
Modelo europeu

O passaporte para animais de estimação, ou de companhia, é obrigatório para qualquer animal doméstico que viaje na União Europeia. Este documento é emitido pelos veterinários e obedece a um formato comunitário.

O Passaporte para animais de estimação, ou de companhia, é obrigatório, segundo o Regulamento (CE) n.º 998/2003, para qualquer animal doméstico que viaje na União Europeia desde o dia 1 de Outubro de 2004.

 

Este documento é emitido pelos veterinários e obedece a um formato comunitário incluído na Decisão 2003/803/CE, e derrogada pela Decisão 2004/301/CE.

 


 

Apresentação

Exceções

Identificação eletrónica

Nota

 


 

Apresentação

 

O passaporte apresenta-se como um documento de cor azul, com as estrelas da União em amarelo. Para além de conter a informação relativa ao animal na língua oficial do respetivo Estado–Membro, está também disponível em inglês.

 

O documento deve apresentar, além de toda a identificação do animal, o registo atualizado da vacina contra a raiva. A entrada de animais com idade inferior a três meses está sujeita a condições determinadas pelas autoridades de cada Estado-Membro.

 


topo

Exceções

 

No entanto, para destinos como o Reino Unido, Malta, República da Irlanda e Suécia e até Julho de 2008, a legislação prevê, em acréscimo à vacinação, um teste comprovativo da eficácia da vacina, devidamente certificado por um laboratório acreditado e a identificação por micropastilha (microchip).

 

Para os animais que viajem para países como a República da Irlanda, Reino Unido e Malta é ainda exigido o tratamento contra carraças e ténia (equinococose), sendo o tratamento contra esta última doença também obrigatório na Suécia e Finlândia.

 


topo

Identificação eletrónica

 

Os animais devem estar identificados através de um sistema de identificação eletrónica (microchip) ou por meio de uma tatuagem. A partir do dia 3 de Julho de 2011, o uso do chip será obrigatório para todos os animais domésticos que viajem na União Europeia, deixando de ser aceite enquanto identificação o método da tatuagem.

 


topo

Nota

 

Importa ainda referir que o transporte de um número superior a cinco animais é considerado para fins comerciais e, como tal obedece a critérios distintos dos de circulação para fins não comerciais.

 


topo

Saber mais...

 

Sítio Europa - Viajar na Europa

Sítio da Comissão Europeia - Direção-Geral de Saúde e Defesa do Consumidor [en]

Sítio da Direção-Geral de Veterinária

Portal do Cidadão

 


 

Última atualização: 2012-05-25